FSM News

Na sexta-feira, os mercados de ação globais registraram seu terceiro dia consecutivo de perdas e estavam a caminho da sua primeira queda semana, a medida que os temores sobre a desaceleração econômica mundial crescente e a ausência de uma possível resolução para a guerra comercial entre os EUA e a China manteve os investidores em alerta.

Os resultados desanimadores pesaram nas ações europeias, com o STOXX 600 pan-europeu caindo 0,4% para € 358,46. O IBEX da Espanha caiu 0,8% para € 8.858,90, enquanto o DAX da Alemanha cambaleou 0,7% para € 10.936,25 e o FTSE 100 do Reino Unido caiu 0,1% para £ 7.080,65.

As ações asiáticas estavam também no vermelho, com o índice mais amplo da MSCI das ações da Ásia Pacífico fora o Japão caindo 0,5% para US$ 510,83, tendo atingido uma máxima de quatro meses um dia antes.

O Índice Mundial Que Abrange Todos os Países, MSCI, que monitora ações em 47 países, encolheu 0,3% para registrar seu terceiro dia consecutivo de declínio. O índice estava a caminho para quebrar uma série de seis semanas de ganhos.

 

Céus Econômicos Globais Obscurecidos

 FSMNews

O analista-chefe de mercado, Michael Hewson, disse que desde que o Federal Reserve dos EUA começou a voltar atrás sobre suas expectativas de crescimento para a economia dos EUA, os céus econômicos globais, para cunhar um aforismo do recente relatório do Banco Mundial, começaram a escurecer ainda mais.

De acordo com um relatório de janeiro, intitulado Céus Obscurecidos, o Banco Mundial declarou que a expansão econômica mundial é esperada para desacelerar em 2,9% este ano, comparado com 3% em 2018.

O Reserve Bank da Austrália (RBA, na sigla em inglês) indicou no início desta semana um afrouxamento da política monetária em face das fontes de resistência econômica, juntando-se ao Fed e o Banco Central Europeu na sinalização de mudanças políticas.

O banco central dos EUA praticamente descartou os planos de mais aumentos das taxas, enquanto o ECB parecia indeciso sobre começar a apertar a política este ano.

Na quinta-feira a Comissão Europeia cortou suas estimativas para o crescimento econômico da zona do euro este na e no próximo, somando-se às preocupações de que a desaceleração mundial está se alastrando para a Europa a medida que os negócios e os investidores lutam com as tensões comerciais.

O Banco da Inglaterra declarou no mesmo dia que o Reino Unido está vivenciando sua expansão econômica mais fraca em uma década este ano, enquanto a incerteza aumenta e a economia mundial perde o ímpeto.                                                                                                                   

Diferença Considerável Nas Negociações Comerciais

 FSMNews

Os comentários das negociações comerciais entre os EUA e a China do conselheiro chefe econômico do presidente Donald Trump, Larry Kudlow, que não apoiou o mercado de ações.

O conselheiro econômico da Casa Branca disse que a administração está esperando um acordo comercial com a China mas ainda há muito trabalho a fazer antes que qualquer coisa seja finalizada.

O presidente indicou que ele está otimista a respeito de um possível acordo comercial, declarou Kudlow, mas acrescentou que eles têm uma distância bastante considerável para percorrer.  

Trump disse na quinta-feira que ele não planejava encontrar o presidente chinês, Xi Jinping, antes do dia 1 março programado por ambas as partes para fechar o acordo comercial.

O Secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, e o Representando Comercial dos EUA, Robert Lighthizer, são esperados para começarem outra rodada de negociações em Pequim na próxima semana para continuar com um acordo para proteger propriedade intelectual americana e prevenir um aumento nas tarifas dos EUA sob os produtos chineses em 2 de março.

Assine agora para FSMNews e atualize-se sobre o que está agitando o mercado. FSMNews fornece à você o mais recente sobre forex, commodities, ações, tecnologia, economia e muito mais.