FSM News

As Ações Europeias Sobem e Estão Definidas Para Encerrar Uma Sequência De Perda De Cinco Dias, Enquanto os Bancos  Italianos Caem Após Relatórios Sobre Salvini Buscando Mudanças Para o Orçamento de 2019.

 

As ações europeias sobem na quarta-feira em uma recuperação ampla em uma recuperação que viu o setor de tecnologia enfraquecido recuperar perdas após uma ampla venda em massa impulsionada pelas preocupações com a demanda de iPhone e avaliações caras.

O STOXX 600 estava em alta de 0,7% para €353,52 e estava à caminho de encerrar cinco dias consecutivos de declínios que levou o índice de referência pan-europeu para próximo de uma mínima de quase dois anos marcada em outubro.

O DAX da Alemanha ganhou 0,9% para €11.171,33, enquanto o FTSE 100 do Reino Unido subiu 1% para £7.017,11.

Apesar da recuperação ser ampla com a maioria dos setores apresentando otimismo, os investidores, entretanto permaneceram cautelosos sobre a previsão para o mercado devido as preocupações pairando sobre um crescimento econômico e de resultados desacelerando.

O analista, Michael Hewson, disse que as altas recorde para o FTSE 100 e o DAX parecem agora uma memória distante e com o rali do US FAANG (Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google) agora também em um território de mercado de baixa, a grande questão agora é quanto maior a queda é, ou eles estão perto de uma base de curto prazo.

Bancos Italianos Reduzem Ganhos

 FSMNews

Bancos italianos avançam também após o Partido Liga e o ex-Primeiro Ministro, Matteo Salvini, terem reportado estarem preparados para fazer revisões no rascunho do orçamento de 2019.

O FTSE Italia All-Share Banks somou 2% para €7.797,99 após avançar tanto quanto 2,6 % na abertura, após um relatório sobre Salvini desejando ganhar aprovação do orçamento do governo, aumentando as expectativas de que a Itália poderia evitar um conflito com a Comissão Europeia.

O índice diminuiu de altas após o Partido Liga ter negado o relatório, declarando que Salvini não estava procurando nenhum acordo para o orçamento de 2019. A Comissão Europeia está definida para divulgar sua resposta para o rascunho de proposta da Itália no final do dia.

Os bancos italianos perderam cerca de €40 bilhões em capitalização de mercado em relação ao seu pico atingido em maio.

Isto ocorreu a medida que as preocupações sobre os planos de gasto do país elevaram os rendimentos dos títulos do governo para altas de vários anos, empurrando o valor dos enormes portfólios dos títulos independentes pra baixo e aumentando o risco das prováveis injeções de capital para os credores mais fracos.

O mais amplo Stoxx 600 Banks, que somou 1,4% no início da sessão, tornou-se o maior ganhador setorial na negociação do início da manhã. O índice permaneceu por fim 1,3% mais alto para €141,63.

O STOXX Europe 600 Technology negociou também no verde, subindo 1,4% para  €401,37 após cair para o seu nível mais baixo desde o fim de fevereiro.

Enquanto isto, os futuros de ações subiram na quarta-feira, após a venda em massa de dois dias ter pesado no S&P 500 e o Dow para o ano.

O fabricante de Smartphone, Apple Inc., e outras empresas grandes de tecnologia e internet, que diminuíram combinadas US$ 1 trilhão do seu valor de mercado na terça-feira, recuperou algumas de suas perdas na negociação pré-mercado antes do Dia de Ação de Graças.

Preocupações com a desaceleração da economia global e o pico dos resultados corporativos reduziram o apetite pelo risco nos meses recentes, aumentando a incerteza sobre a longevidade da corrida de alta de uma década para as ações.

O Nasdaq 100 de tecnologia pesada atingiu seu nível mais baixo em cerca de sete meses na terça-feira, enquanto o S&P 500 e Dow perdeu 1% para o ano após as ações de tecnologia continuarem a queda e uma lista de resultados e previsões decepcionantes do varejo acabaram com o humor.

Assine agora para FSMNews e obtenha informações atualizadas sobre o que está movimentando o mercado. FSMNews dá a você o mais recente sobre forex, commodities, ações, tecnologia, economia e muito mais.