FSM News

O dólar lutou frente à uma cesta das seis principais moedas na quarta-feira, devido aos baixos rendimentos dos EUA e antes da ata da reunião de políticas do Federal Reserve, embora tenha permanecido forte frente ao iene a medida que uma melhoria no apetite por risco desencorajou a demanda pela moeda de refúgio seguro.

O dólar dos EUA somou 0,2% para 110,84 frente ao iene, que assumiu uma postura defensiva após as ações de Tóquio registrarem novas máximas de dois meses. A moeda japonesa atua geralmente como um refúgio seguro em tempos de aversão ao risco.

O dólar já estava subindo frente ao iene na terça-feira após o presidente do Bank of Japan (BOJ), Haruhiko Kuroda, não ter afastado a possibilidade de apertar ainda mais a política, dizendo que o banco central estava preparado para aumentar os estímulos se os aumentos acentuados do iene prejudicarem a economia.

O BOJ realmente não tem muita opção mesmo se quisesse agir, mas a tendência global iniciada com os EUA, Europa e Austrália está caminhando para um banco central menos dovish e a postura do BOJ está em conformidade com a tendência, disse Koji Fukaya, presidente de um prestador de serviços de revenda de títulos com base em Tóquio.

Ata da Reunião do Fed Em Foco

 FSMNews

O índice dólar dos EUA ganhou 0,03% para US$ 96,375, mas ainda estava ligeiramente em baixa após perde cerca de 0,4% durante à noite.

As notas do Tesouro de 10 Anos dos EUA caíram para uma mínima de 11 dias no dia anterior e das minutas da reunião do Fed esperada para o fim da quarta-feira. As minutas da reunião de 30 de janeiro do banco central serão observadas de perto após um tom dovish nesta avaliação.

O Fed manteve as taxas inalteradas durante a reunião do mês passado e disse eu será paciente sobre aumentar taxas no futuro.

O dólar tem se capitalizado frente a maioria dos seus pares, juntamente com o iene.

O índice dólar avançou para uma máxima de dois meses na semana passada embora a demanda pela moeda dos EUA tenha recentemente perdido as esperanças de que a mais recente rodada de discursões entre as duas maiores economias do mundo ajudaria a encerrar sua disputa comercial.

Os EUA estão buscando assegurar uma promessa da China de que não reduzirá o valor oficial de seu yuan como parte de um acordo comercial.

As notícias deixaram a moeda chinesa mais altas em 0,5% para 6,7248, seu nível mais alto desde 1 de fevereiro. O yuan permaneceu por fim em 6,7246 na quarta-feira.

 

Em outro lugar o euro subiu 0,04% para 1,1344 frente ao dólar dos EUA, pairando abaixo de uma máxima de duas semanas de 1,1358 atingida na terça-feira.

A libra britânica estendeu seu rali durante a noite e subiu para uma máxima de duas semanas de 1,3077 na quarta-feira, antes de diminuir para negociar em baixa de 0,2% para 1,3028.

A libra esterlina ganhou mais de 1% no dia anterior ante crescente otimismo de que a Primeira Ministra do Reino Unido, Theresa May, conseguirá fazer progresso nas mudanças solicitadas para seu acordo do Brexit com a União Europeia (EU, na sigla em inglês).

Obtenha sua dose diária de informação do mercado aqui em FSMNews.  Inscreva-se agora para FSMNews e encontre as últimas notícias sobre forex, commodities, ações, tecnologia, economia e muito mais.