FSM News

Os preços do petróleo caíram na quinta-feira, empurrados pelos recentes dados de fornecimento de petróleo dos EUA, em meio ao otimismo sobre as negociações comerciais na próxima reunião dos líderes do Grupo das 20 nações (G20) sendo capazes de apoiar a economia global e aumentar a demanda.

Os futuros do West Texas Intermediate (WTI) dos EUA para entrega de janeiro estavam em baixa de 0,8% para US$ 49,86 por barril. O WTI fechou a sessão anterior com uma perda de 2,5% para cair para US$ 50,29 um barril, após atingir seu nível mais baixo desde o início de outubro de 2017. 

Os futuros de petróleo cru Brent para contrato de fevereiro caíram 1,4% para US$ 58,26 por barril, tendo somado 2,4% na quarta-feira para US$ 58,76 um barril.

Os dois mercados ganharam mais de 1% no início da sessão asiática.

O estrategista chefe, Michael McCarthy, declarou que eles têm visto aumentos enormes nos números da oferta e demanda em questão, mas eles podem ver algum movimento nos problemas comerciais globais na reunião do G20 que inicia na sexta-feira.

McCarthy acrescentou que eles poderão estar vendo algum posicionamento antes dos possíveis eventos de demanda positiva.

Os investidores no mercado de commoditiy estão esperando a reunião do G20, que incluem as maiores economias do mundo, em 30 de novembro e 1 de dezembro, com a guerra comercial entre os EUA e a China como o assunto principal.

O presidente dos EUA, Donald Trump, está aberto para estabelecer um acordo comercial com a China, mas sua administração já informou que aumentará os impostos sob as importações do país se nenhum acordo for fechado em relação ao longo conflito comercial durante a reunião do presidente Trump e o chinês, Xi Jinping no sábado.

Xi disse que a China fornecerá mais acesso de mercado para investidores estrangeiros e fortalecerá ainda mais a proteção aos direitos de propriedade intelectual.

Os Estoques dos EUA Mantém Um Limite Sob Os Preços do Petróleo

 FSMNews

Os estoques dos EUA aumentando, entretanto, está limitando os preços do petróleo.

Os preços sofreram pressão de venda após os dados divulgados pela Administração de Informação de Energia na quarta-feira mostrarem que os fornecimentos de petróleo dos EUA somaram 3,6 milhões para 450,5 milhões de barris para a semana até 23 de novembro, seu maior ganho em um ano.

O analista de investimento, William O’Loughlin, declarou que o WTI foi capaz de negociar em torno do nível de US$ 50 por barril, um preço visto pela última vez há um ano atrás, devido à atual situação de excesso de oferta que se manifestou em 10 aumentos consecutivos semanais nos estoques de petróleo dos EUA.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e os membros não-OPEP estão definidos para se reunirem em Viena em 6 de dezembro para falarem sobre uma nova rodada de cortes da produção de 1 a 1,4 milhão de barris por dia (bpd) e possivelmente mais.

O Ministro de Estado da Nigéria para Pesquisas de Petróleo, Ibe Kachikwu, e o Ministro de Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, disse que a estabilidade dos preços de petróleo é uma prioridade antes da reunião.

A Arábia Saudita tem mais de 35% da OPEP, o que significa que o que acontecer no país, é muito importante para o que acontece para a OPEP, de acordo com Kachikwu.

The OPEC meeting is expected to reach a decision for the next six months.

A reunião da OPEP é esperada para chegar a uma decisão nos próximos seis meses.

 

Deseja os mais recentes eventos do mercado? Obtenha aqui em FSMNews. Assine agora para FSMNews e tenha sua dose diária de informação sobre forex, commodities, ações, tecnologia e muito mais.