FSM News

As companhias japonesas, Toyota Motor Corp. e SoftBank Group Corp., anunciaram na quinta-feira planos para estabelecer uma joint venture até abril de 2019 que irá utilizar tecnologia de carro auto-dirigido para oferecer novos serviços.

Visualizando um futuro no qual poucas pessoas estão dirigindo seus próprios veículos, o maior fabricante de automóveis do Japão e a mais influente empresa de tecnologia trabalharão de mãos dadas para criar uma plataforma para operar veículos autônomos que podem ser usados como shopping, hospitais e outros serviços móveis.

As notícias chegam enquanto várias transações e discursões relacionados à tecnologia e automóveis têm levado à várias parcerias entre companhias globais de automóveis, empresas de solicitação de transporte por aplicativo e os principais grupos de tecnologia.

Honda Motor Co. Ltd, rival da Toyota, anunciou que estava comprando uma participação na GM Cruise Holdings, divisão de veículos autônomos da General Motors Co., como parte de um plano para os fabricantes japoneses e dos EUA se juntarem para construir veículo auto-dirigido.

O investimento de US$ 2,8 bilhões durante os próximos 12 anos inclui a Honda pagando US$ 750 milhões neste momento enquanto compra uma participação de 5,7% na Cruise Holdings.

 

Após as notícias de parceria, as ações da Toyota caíram 0,07% para US$ 122,62. SofBank fechou com um ganho de 1,2% para ¥11.180,00 na quinta-feira.

Combinando Expertise

 FSMNews

Enquanto ambas as companhias vêm desenvolvendo separadamente tecnologias para veículos auto-dirigidos e compartilhamento de carro, e cada um tem investimentos em empresas de solicitação de transporte pelo aplicativo, Uber Technologies Inc., GrabTaxi Holdings Pte. Ltd e Didi Chuxing Technology Co, esta é a primeira vez que a Toyota e o SoftBank estarão trabalhando juntos.

O acordo tira vantagem da força em tecnologia e dados do SoftBank, e a expertise de fabricar carro da Toyota. O arranjo busca também descobrir maneiras de lidar com problemas causados pela sociedade envelhecendo rapidamente e diminuição da força de trabalho do Japão.

 

A nova companhia permitirá ao SoftBank aumentar sua rede de parceiros e poderá estar esperando tomar a liderança no desenvolvimento de plataformas para novos serviços de transporte, de acordo com o analista sênior Koji Endo.

A Toyota está esperando aumentar sua receita ao combinar seus dados próprios com os dados e expertise que o SoftBank reuniu de suas operações de celular, declarou Endo.

A joint venture começará com um capital inicial de ¥2 bilhões (US$ 17,5 milhões). SoftBank possuirá apenas quase metade do negócio, que focará no Japão no início e eventualmente virar global, enquanto a Toyota possuirá o resto.

 

O acordo busca preservar o serviço de mobilidade da Toyota com base no seu conceito e-Palette introduzido no início deste ano no qual o fabricante de carro planeja fabricar o hardware e software para comboios de ônibus, carros sem motorista usados para vários propósitos, por exemplo, restaurantes móveis pagar para usar e hotéis.

 

As duas companhias disseram que a joint venture, que será chamada MONET, termo reduzido e rede de mobilidade em inglês, coordenará entre a infraestrutura da informação da Toyota para veículos conectados e a plataforma Things da Internet do SofBank que reúne e analisa informações de smartphones e sensores.

O e-Palette carro elétrico operado por bateria e auto-dirigido da Toyota será usado para vários propósitos como entrega de comidas, onde a comida pode ser preparada dentro do veículo, hospital que pode realizar exames médicos à bordo e escritórios móveis.

Serviço de mobilidade on-demand é esperado para ser lançado até a segunda metade de 2020.

Saiba mais sobre os últimos acontecimentos do mercado no FSMNews. Assine agora para FSMNews e obtenha sua dose diária de informação sobre forex, commodities, mercado de ações, tecnologia, economia e muito mais.