FSM News

As ações da Chipotle aumentaram 10% depois que ela divulgou lucros melhores do que o esperado no início da caminhada dos preços, que a empresa começou a implementá-lo no mês passado, indicando um bom começo para a gestão Brian Niccol.

 

A taxa média de verificação cresceu 4,9% durante o trimestre, apoiado pelo aumento dos preços. Porém, isto foi parcialmente compensado pelo menor número de transações em seus restaurantes. Em janeiro, os negócios movimentaram a oscilação do aumento dos preços, os elevando de 5 para 7% nos mercados que não viram os aumentos começarem em 2017.

 

O relatório de lucros veio após Niccol falar com os investidores da Chipotle pela primeira vez. Niccol deixou sua posição de CEO na Taco Bell para assumir a direção da marca de burrito, tomando conta de um negócio que vem encarando três anos de declínio nas vendas.

 

Niccol juntou-se a companhia em 5 de março, e desde então, espera vir crescendo de forma que possa reviver a marca. Niccol tem uma reputação pela inovação de tecnologia e marketing, que são duas áreas que não têm estado na lista de prioridades da Chipotle.

 

Durante o período em que esteve na Taco Bell, Niccol introduziu um sistema onde os clientes podem fazer pedidos e pagar através de seus dispositivos móveis. Ele também pavimentou o caminho para a movimentação da cadeia mexicana de alimentação para uma marca de estilo de vida, enquanto também realizava mais engenhosidade para a cozinha.

 

Em sua ligação de conferência sobre os lucros, Niccolo disse que a Chipotle focaria mais na melhoria de seus sistemas digitais, menu e marketing. Ele também disse aos investidores que divulgaria mais detalhes sobre os planos da companhia após o relatório de lucros do segundo trimestre.

 

Durante o primeiro trimestre, a Chipotle informou uma receita líquida que alcançou US$ 59,4 milhões, ou US$ 2,14 por ação. Foi maior que os US$ 46,1 milhões, ou US$ 1,60 por ação, que foi registrado ano passado. Adicionalmente, os números bateram as estimativas dos analistas de US$ 1,57 por ação.

 FSMNews

A receita total da companhia subiu 7,4% para US$ 1,15 bilhões, justo o que os analistas esperavam.

 

Enquanto isso, as vendas da mesma loja para o trimestre foram US$ 2,2% maiores. Esta também foi de acordo com as estimativas dos analistas de 1,3%.

 

Na medida que a companhia procede ao próximo estágio de seu plano de recuperação sob a direção de Niccol, os investidores se mantêm atentos sobre se ele poderá impulsionar a movimentação de clientes.

 

“Uma das maiores reclamações dos clientes é o acesso a marca,” disse Niccol. “A marca não é tão conveniente.”

 

Ele também acrescentou que os clientes clamam por serviços móveis de pedido e entrega. Porém, ele disse que metade dos clientes não estão atentos que o negócio começou a implementar estes serviços.

O FSM News é um site de notícias atualizado diariamente sobre os acontecimentos do mercado de ações, da esfera financeira e mundo econômico. Inscreva-se para aprender mais sobre o seu campo se atuação. O FSM News está aqui para você.