FSM News

O dólar recuou de seu pico de 9 semanas na quinta-feira, enquanto o euro subiu em negociações cautelosas uma vez que uma venda em massa no mercado de ações mundial ganhou ímpeto, atingindo o apetite pelo risco.

O índice dólar dos EUA, que mede o dólar dos Estados Unidos frente à uma cesta de moedas, caiu 0,1% para US$ 96,07, permanecendo abaixo de sua máxima de 9 semanas de US$ 96,31 atingida na quarta-feira.

O dólar encontrou suporte no dia anterior após os investidores procurarem por ativos de refúgio seguro em meio à venda em massa de ações, mas mesmo com o mercado de ações recuando, movimentações no mercado cambial continuaram modestas.

As ações ampliaram as perdas na quinta-feira em meio às preocupações dos investidores com uma longa lista de questões econômicas e geopolíticas.

Receios com a saúde da economia mundial, as taxas de juros dos EUA aumentando, a morte de Jamal Khashoggi e as guerras comerciais globais, juntamente com dados corporativos menores do que o esperado, tornaram-se fatores contribuintes para uma atmosfera de crescente aversão ao risco.

O dólar mudou pouco frente ao iene, ganhando 0,03% para 112,28 após escorregar para mínimas de 111,82 durante a noite.

Frente ao franco suíço, o dólar subiu 0,1% para 0,9990.

O iene e o franco suíço aumentaram apenas brevemente na quinta-feira uma vez que os negociadores de moeda apresentaram pouca reação à venda em massa no mercado de ações.

Apesar da queda nas ações, as preocupações com o crescimento dos ganhos corporativos e as incertezas com a economia global, os investidores no forex expressaram apenas precaução com o iene e o franco suíço, duas moedas regularmente comprada durante crises.   

O pound recuperou-se de mínimas de 6 semanas, somando 0,09% para 1,2893, embora os ganhos tenham permanecidos limitados uma vez que as negociações do Brexit continuaram a encontrar um atraso com apenas 5 meses até que o Reino Unido esteja definido para deixar a União Europeia (UE).

O dólar australiano, visto geralmente com um indicador para o risco global, subiu 0,5% para 0,7096.

Euro Permanece Forte Antes Da Reunião do BCE

 FSMNews

O euro, enquanto isto, recuperou-se de mínimas de 2 meses na quarta-feira antes da reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE).

A moeda única avançou 0,1% para 1,1411 frente ao dólar após perder 0,6% na sessão anterior. A moeda permaneceu forte antes da reunião de outubro do BCE no final do dia, onde era esperado para deixar inalterado tanto as taxas de juros quanto o guia de orientação.

Os investidores estarão procurando por alguma nova orientação do BCE em sua reunião no final da quinta-feira ante uma possível desaceleração no crescimento e um conflito entre Bruxelas e Roma sobre os planos orçamentários da Itália.

O banco não é esperado para fazer nenhum anúncio inesperado, mas ao invés confirmará que abrandamento quantitativo em curso se encerrará em 2019.

Os analistas informaram que após as perdas recentes na moeda única, o par euro/dólar poderá vivenciar um aperto momentâneo se o BCE for momentaneamente otimista.

A economia global continua a enfrentar inflação e capacidade de aperto maiores, sugerindo que o banco central poderá precisar continuar a apertas mesmo em face da volatilidade do mercado crescente.

Saiba mais sobre os últimos acontecimentos do mercado aqui em FSMNews. Assine agora para FSMNews para sua informação atualizadas sobre forex, commodities, mercado de ações, tecnologia, economia e muito mais.