FSM News

Terça-Feira- O dólar recuperou-se frente ao iene uma vez que o maior apetite pelo risco melhora após uma promessa feita pelo presidente chinês, Xi Jinping, em um discurso para reduzir tarifas sobre as importações.

Falando em um Fórum Boao na Ásia na província Hainan, Xi prometeu abrir mais a economia do país e reduzir as tarifas de importação sobre produtos incluindo carros.

Seu discurso minimizou as preocupações sobre um conflito comercial entre as duas maiores economias do mundo.

O dólar estava em alta de 0,3% à 107,130 iene após subir tão alto quato US$ 107,245 enquanto o índice dólar frente à uma cesta das seis principais moedas subiu 0,05%, 89,885 após encolher 0,3% na segunda-feira.

 

O dólar tinha caído nas duas sessões anteriores uma vez que uma retórica dos legisladores chineses e dos EUA tinha deixado os mercados cautelosos.

Conflito Comercial Diminui

Receios sobre um conflito comercial diminuíram depos que Xi foi visto abstendo-se de elevar as apostas entre Washington e Pequim em sua primeira reação pública ao impasse das tarifas na terça-feira.

Ele disse também que a reforma e a abertura da China serão definitivamente bem-sucedidas e que uma mentalidade de Guerra Fria, pensamento zero-soma e isolacionismo atingiriam os muros.

Outras Moedas

 FSMNews

O dólar australiano, sensível à mudanças em sentimento de risco estava em alta de 0,5% à US$ 0,7737, enquanto o euro subiu para 132,035 iene, sua máxima desde 14 de março.

 

Frente ao dólar, o euro estava estável à US$ 1,2317 após subir cerca de 0,35% no dia anterior quanto tocou sua máxima de seis dias de US$ 1,2331.

 

A moeda comum foi impulsionada após o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi dizer na segunda-feira que o deslize no mercado de ações este ano não impactou materialmente as condições financeiras da zona do euro, sugerindo que os legisladores permaneçam calmos sobre a recente volatilidade do mercado.

Enquanto isto, perdas na moeda japonesa foram limitadas pelas tensões decorrentes de outros riscos percebidos, notadamente Síria.

Os riscos geopolíticos estão pesando sobre o dólar frente ao iene em meio à receios de que a relação entre a Rússia e os Estados Unidos poderia piorar diante do problema da Síria.

 

Além disso o dólar canadense estendeu os ganhos após subir frente ao dólar durante a noite ante preços do petróleo mais altos e uma pesquisa dos negócios do Banco do Canadá que apoiaram as expectativas de mais subidas das taxas de juros. O loonie chegou à C$ 1,2676 por dólar, seu mais forte desde 27 de fevereiro.

 

Inscreva-se para FSM News e conheça as mais recentes notícias de mercado. Nós fornecemos as notícias e análises mais abrangente e recentes sobre Forex, commodities, tecnologia, finanças, economia e mais.