FSM News

A Coreia do Sul viu um sinal positivo para uma expansão global nesta sexta, conforme as exportações conseguiram recuperar o crescimento em maio, diante da demanda robusta por semicondutores.

 

Dados do ministro de comércio de comércio, indústria e energia mostraram que as exportações subiram à 13,5% de um ano a outro em maio para US$ 50,9 bilhões, seu ritmo mais rápido desde que suas expedições de saída aumentaram 22% em janeiro.

 

As exportações se recuperaram de um declínio de 1,5% em abril, e superaram a previsão de aumento de 12,7%.

 

O economista Lim Hye-youn disse que a desaceleração no mês passado foi temporária, em relação aos efeitos base e que as exportações não estão ruins.

 

O enorme aumento das exportações deve vir como boa notícia para a quarta maior economia da Ásia, que vem tentando encontrar uma forma de lidar com os desafios trazidos pela leve melhoria no mercado de trabalho, fraco consumo interno e linha de comércio global, em meio a disputa tarifária entre EUA e China.

 

As rigorosas tarifas de exportação pelo os EUA aumentaram as preocupações que isso possa pressionar vários países, incluindo a China, e parceiros de negócios da Coreia do Sul, a tomar contramedidas que irão apenas piorar as tensões comerciais.

 

As exportações na China ficaram 30% mais altas, em US$ 13,9 bilhões no mês anterior, sua segunda maior alta mensal registrada, enquanto que os EUA escalaram 11,8%, à US$ 6,2 bilhões.

 

As importações ficaram em alta de 12,6%, à US$ 44,3 bilhões, batendo as expectativas de crescimento de 10,7%, mas ficando abaixo dos ganhos de 14,5% alcançados em abril.

 

Os números recentes deixaram o superávit de US$ 6,7 bilhões em maio, na qual foi levemente maior que os US$ 6,6 bilhões no mês anterior.

 

O ministro declarou que isto marca 76 meses consecutivos em que as exportações da Coreia superaram as importações e o terceiro mês em sequência que as exportações excedem a meta de US$ 50 bilhões.

 

As exportações cumulativas do país acrescentaram 8,2% nos cinco primeiros meses do ano, marcando um recorde de US$ 246,4 bilhões.

 

Semicondutores da Coreia Atingem Alta Recorde

 FSMNews

A produção de semicondutores da Coréia do Sul se tornou o principal impulsionador das exportações em maio, atingindo uma alta recorde de 44,5%, para US$ 10,9 bilhões em vendas de chips de memória e dispositivos de armazenamento de alto valor, com um aumento de 15,8% em produtos de maquinário.

 

Os embarques de chips de memória, que dominam as exportações do país, poderiam ter aliviado as preocupações com um desempenho lento no ciclo da tecnologia.

 

A economista An Ki-tae disse que a taxa de crescimento das exportações pode flutuar, dependendo dos efeitos de base dos dados mensais de 2017, mas espera que os valores gerais permaneçam bons, e mesmo depois de excluir semicondutores, outros setores, incluindo produtos petrolíferos e maquinário, estão aumentando.

 

Uma recuperação na demanda global elevou as vendas externas de produtos petroquímicos em 26,8%.

 

O progresso no setor de semicondutores e os gastos fiscais deverão fortalecer a economia da Coréia do Sul em 3% este ano. A economia do país cresceu 1,0% no primeiro trimestre em relação aos três meses anteriores, o que foi um pouco menor do que a estimativa anterior de 1,1%.

 

Fique atualizado com os últimos acontecimentos do mercado. Inscreva-se agora no FSMNews. O FSMNews oferece as informações mais recentes sobre o que está acontecendo em Forex, commodities, ações, tecnologia, economia e muito mais.