FSM News

O negócio italiano de confeitaria, Ferrero, está chegando a um acordo de aquisição de US$ 2,8 bilhões para a Nestlé da maior companhia do mundo de alimentos, o negócio de chocolate dos EUA, que inclui marcas como Butterfinger, Nerds, Laffy Taffy e Crunch, de acordo com uma pessoa com conhecimento do assunto.

O acordo deverá ser concluído já no domingo. O negócio da Nestlé está passando por uma queda na receita e gerou vendas de cerca de 900 milhões de francos, US$ 915 milhões, em 2016.

"(Presidente Executivo) Giovanni Ferrero está realmente comprometido com o acordo, é por isso que o grupo tornou mais agradével sua oferta para algo na área de US$ 2,5 bilhões", disse a fonte.

O fabricante italiano de chocolate, que tradicionalmente evitou aquisições, está fazendo uma compra incomum para aumentar seu portfólio além do spread de avelã Nutella, doces Tic Tac e chocolates Ferrero Rocher. No entanto, para a companhia suíça, isso indica que o primeiro desdobramento principal do presidente executivo, Mark Schneider, e o primeiro passo para longe do chocolate.

 FSMNews

A Nestlé procura se concentrar em categorias como café e alimentos para animais, pois a indústria alimentar luta com um declínio na demanda por produtos açucarados. À medida que se desloca para uma alimentação mais saudável, mantém seus produtos de confeitaria preparados, sorvetes e produtos de confeitaria globais. Essas categorias de produtos participaram aproximadamente de 40% das vendas totais no ano passado.

No ano passado, a Ferrero comprou a Ferrara Candy, a base do fabricante Oakbrook Terrace, da Brach"s, Trolli e da limonada.

O acordo indica que a Ferrero procura expandir sua presença no mercado dos EUA depois de comprar a Ferrara Candy em dezembro, o que aumentou sua participação de mercado nesse país para 4,8%.

No mês passado, o fabricante americano de chocolate, a Hershey Co., concordou em pagar US$ 921 milhões para Amplify Snack Brands para se mover e crescer em pipoca e batatas fritas. Hershey é dito como sendo um dos concorrentes potenciais para os negócios da Nestlé.

O acordo tornaria a Ferrero, que ficou em terceiro lugar como o maior setor de doces do mundo depois de duplicar o volume de negócios para 10 bilhões de euros nos últimos 10 anos, o terceiro maior confeiteiro dos Estados Unidos atrás de Marte e Hershey.

Ao longo dos anos, a companhia confiou no crescimento interno, mas começou a fazer compras depois que Giovanni se tornou o único CEO da Ferrero em 2011 após a morte de seu irmão.

Não fique desatualizado! Inscreva-se agora no FSMNews e seja o primeiro a conhecer as novidades sobre o forex, commodities, ações, tecnologia e economia.