FSM News

A Flipkart, um portal de comércio eletrônico com sede em Bangalore, está pronta para iniciar as vendas de smartphones renovados pela Diwali este ano, como parte de um movimento destinado a gerenciar taxas de retorno elevado de aparelhos. De acordo com os relatórios, a decisão da Flipkart de se envolver no re-comércio de smartphones vem depois que a empresa perdeu sua vantagem de preço após a implementação do GST.

Dize-se que o comércio eletrônico indiano tem um enorme estoque de smartphones retornados, muitos dos quais têm pouco ou nenhum dano. Afim de fazer com que esses aparelhos valham a pena serem comprados, o Flipkart os verificarão e os tornarão parte de dispositivos remodelados certificados pela Flipkart para serem vendidos no mercado on-line e nas lojas off-line. Estes smartphones terão uma garantia limitada, serão categorizados em três grupos e serão oferecidos à 60% e 70% do preço original.

 

FSMNews

 

Amazon Índia

No ano passado, a Amazon, o maior concorrente da Flipkart, iniciou oficialmente a venda de smartphones usados ​​e restaurados na Índia. Está tentando capitalizar o crescente mercado de re-comércio do país. Entre as marcas com as quais a Amazon se associou, estão Lenovo, Samsung, OnePlus, Xiaomi, Motorola e Apple.

A categoria restaurada da Amazon Índia, inclui smartphones que são restaurados profissionalmente. Esses smartphones parecem tão bons quanto os aparelhos novos, e os prazos de entrega são semelhantes aos dos novos produtos. Os smartphones restaurados podem ser comprados pelo uso de opções de pagamento usuais, como cartões de crédito ou débito, dinheiro na entrega e internet banking.

Outros Planos da Flipkart

Além de vender smartphones restaurados através de seu portal, o Flipkart parece estar buscando juntar-se com fornecedores para venda off-line dos dispositivos. O seu braço logístico interno, a Ekart, irá lidar com entregas.

Diz-se que está em conversação com fornecedores e planeja vender smartphones de marcas como Micromax, Motorola, Lenovo, Panasonic, Sony e e das séries Galaxy On da Samsung através das lojas off-line.

Notavelmente, mesmo a Amazon da Índia está à procura de oportunidades para vender seu smartphone através das lojas off-line. A idéia é dita para "preencher uma lacuna" em suas ofertas, e a companhia de comércio eletrônico ajudará novas marcas com marketing e ajudará a aumentar a consciência da marca.

Conclusão

Atualmente, a área de re-comércio de smartphones da Índia torna-se a sede de uma série de startups diferentes, incluindo Greendust, JustLikeNew, Blubirch, Reboot, Budli, Cashify e Gadgetwood.

Através da venda de celulares renovados, a Flipkart não está apenas configuranda para aumentar sua margem de lucro, mas também está buscando desafiar a posse crescente da rival Amazon no mercado. Isso ocorre uma semana após a venda da eBay Índia para a Flipkart ter sido finalizada. As expectativas da Flipkart de obter acesso ao inventário global de comércio eletrônico do eBay com a aquisição.

Não fique desatualizado! Inscreva-se agora no FSMNews e seja o primeiro a conhecer as novidades sobre o forex, commodities, ações, tecnologia e economia.