FSM News

O Google está retirando os nomes das marcas de seus softwares de anúncios, DoubleClick e AdWords, para simplificar os pontos de entrada de anunciantes e vendedores de anúncios, já que é o maior rebranding de seu software.

 

De acordo com os executivos da companhia, as taxas não vão mudar e nenhum serviço vai se fundir.

 

Além disso, ela reterá as marcas AdSense e AdMob por tecnologias de anúncios de vendas que são destinadas para pequenos websites e desenvolvedores de aplicativos para telefones móveis, respectivamente.

 

Google Ads

 

Porém, sua ferramenta básica para compra de anúncios será nomeada agora de Google Ads, com acesso ao inventário de busca do Google, seu serviço de vídeo do YouTube, a loja de aplicativos Google Play e 3 milhões de propriedades parceiras.

 

A interface padrão do Google Ads será simplificada, com a automação impulsionando o design dos anúncios e decidindo onde eles devem ser executados.

 

Softwares de ponta para compradores de anúncios serão chamados de Google Marketing Platform. O Gerenciador de anúncios do Google será uma ferramenta complementar para grandes vendedores.

 

Brian Wieser, analista financeiro sênior, disse que os serviços do Google geram "muita confusão" entre as pessoas que não estão inseridas na indústria.

 

"Não ajuda que o Google nos deixe adivinhar o tamanho relativo e a trajetória do que são negócios estrategicamente importantes", disse ele.

 

Google AdWords

 

O AdWords foi lançado em 2000 para pôr anúncios de texto nas buscas. O Google adquiriu o software de anúncios DoubleClick em 2008.

 

Sridhar Ramaswamy, vice-presidente sênior de anúncios do Google, disse nesta terça que os anunciantes ficaram confusos quando disseram que eles precisavam ir ao Google AdWords para comprar anúncios no YouTube. O Google Ads deveria servir como uma completa “porta de entrada”, disse ele.

 

Mas o aumento da privacidade e das preocupações de monopólio no ano passado levaram os críticos do Google na academia e nas políticas públicas a convocar reguladores antitruste para dividir os negócios de publicidade do Google, que tem um forte apoio em quase todos os elos da cadeia de fornecimento do setor.

 

Ramaswamy disse que os três serviços renomeados se concentram em diferentes grupos de usuários e os clientes continuam tendo a opção de integrar ferramentas que não são do Google com os serviços.

 

Inscreva-se no FSM News e receba as notícias mais atualizadas do mercado. Nós fornecemos as notícias mais abrangentes e recentes dos mercado e análises sobre forex, tecnologia, economia e mais.