FSM News

O comércio de quinta-feira viu o preço do ouro ganhar força no verde no Multi Commodity Exchange após a decisão do banco central de Estados Unidos de manter suas taxas de juros estáveis na útlima quarta-feira na conclusão de sua primeira reunião de política para o ano fiscal 2017 e desde que Presidente Trump tomou posse.

Enquanto o dólar continua a se enfraquecer ante a incerteza do Trump, o ouro bateu uma máxima de mais de uma semana nas negociações de quinta-feira como o preço do ouro para o comércio imediato ganhou 0.94% à US$1.220,81 por onça no momento da escrita. Atualmente sua alta intraday está em US$ 1.223,88 - a mais elevada desde 24 de janeiro, quando o ouro dos Estados Unidos para entrega futura era acima de 0.8% à US$ 1.218,10.

O dólar cai ainda mais com a cotação do índice DXY caindo 0,2% a 99,468 em meio à incerteza sobre os planos e políticas estabelecidos pelo presidente Trump e a ação aparentemente dovish do Fed para manter suas taxas de juros inalteradas. No entanto, o sentimento do mercado tem visto um lado positivo quando o Fed pintou uma imagem bastante otimista da economia dos Estados Unidos que indica que o banco central ainda está interessado em apertar sua política monetária este ano.

"A rápida recuperação depois de uma queda abaixo de US$ 1.200 e o modelo de preços asiáticos, apesar do Ano Novo Chinês, parece favorável e vemos muitos sinais de alta", disse o gerente geral da Kaloti Precious Metals, Spencer Campbell.

"Estamos observando os níveis de US$ 1.225 no próximo movimento, se o metal ultrapassar as recentes máximas em torno de US$ 1.215", acrescentou Campbell.

O metal amarelo para entrega imediata avançou dee uma resistência em $ 1.219 por onça e encontrando suporte em US$ 1.197.

O ouro tornou-se o refúgio seguro para os investidores a curto prazo uma vez que a plataforma com a qual o dólar está apoiada continua a oscilar.

"Além disso, há sinais de que os detentores de ETF estão adicionando novamente, e que após alguma redução no comprimento no CME, os compradores podem estar retornando", disse Nicholas Frappell, gerente geral da ABC Bullion.

FSMNews

As ações do SPDR Gold Trust, o maior fundo negociado em bolsa de moedas de ouro, subiram 1,34%, passando de 799,07 toneladas na terça-feira para 809,74 toneladas na quarta-feira.

Observadores de mercado reduziram um pouco suas posições longas líquidas em contratos de ouro da COMEX na semana até 24 de janeiro, conforme dados divulgados pela Comissão de Negociação de Futuros de Mercadorias dos Estados Unidos revelam.

O preço do ouro subiu para mais de 5% em janeiro, o melhor registro desde junho de 2016 enquanto o dólar é arrastado para baixo para a sua pior abertura do ano fiscal em trinta anos.

O preço do ouro esteve em um crescimento de três dias antes de acumular alguns ganhos na sessão anterior, em seguida, retornou mais alto para a sessão atual. Seu RSI de 14 dias (Índice de Força Relativa) paira próximo ao nível de sobrecompra em 62,93 enquanto seu CCI de 20 dias (Índice de Canal de Mercadoria) está a poucos pontos de cruzar o território +100 em 97,13. Uma vez que atinge ou ava fora da marca de +100, isso indicaria que o preço do ouro está bem acima do seu preço médio, portanto, gera um sinal de compra.

No entanto, uma vez que o ouro é dependente principalmente da subida e queda do dólar, um crescimento contínuo é difícil de se esperar uma vez que a moeda dos Estados Unidos atualmente está altamente volátil, comprometendo assim qualquer movimento ascendente do metal precioso.

Em relação a outros metais preciosos, a prata para entrega imediata subiu 0,5% para US$ 17,60 por onça. A platina atingiu US$ 1.0005.70 - níveis recorde não alcançados desde novembro de 2016 - antes de se estabelecer 0,4% a mais de US$ 1.000,35.

Palladium aumentou 0.8% até $ 768.50 por a onça.

FSM News é um site de notícias atualizado sobre os movimentos do mercado de ações, do setor financeiro e da economia global. Inscreva-se no FSM News para se informar mais sobre os prós e contras do mundo financeiro, porque nas finanças o conhecimento é poder.