FSM News

Os preços do petróleo ficaram mais baixos nesta quinta, depois de marcar outra alta de três anos e meio com a piora da disputa geopolítica entre Israel e Irã, que está aumentando a incerteza com as rupturas do fornecimento em relação as regiões.

O Brent de referência internacional dos futures de petróleo cru caiu por 0,03% a $ 77,19 por barril após atingir sua maior alta desde novembro de 2014, ao valor de $ 78,00, no início da sessão.

Os futures da West Texas Intermediate (WTI) ficaram estáveis a $ 71,14 por barril, após ter subido a % 71,89, próximo de suas últimas altas registradas em 2014.

Forças Iranianas Visam Posições das Forças Armadas Israelitas

O otimismo anterior do petróleo cru veio como resultado da barragem do míssil iraniano sobre as colinas de Golan, ocupadas pelos israelenses no início do dia.

O porta-voz das Forças de Defesa de Israel, Jonathan Conricus, afirmou que 20 foguetes foram disparados contra bases do exército israelense, com vários dos mísseis interceptados e zero vítimas relatadas.

O ataque marca como um dos maiores confrontos militares entre os dois países desde o início do conflito, em 2011.

Em resposta ao ataque de foguetes do Irã, Israel disse na quinta-feira que atacou toda a infraestrutura militar do Irã na vizinha Síria. O Irã ainda não comentou sobre o assunto.

EUA Sai de Acordo Nuclear com Irã

O anúncio do presidente Donald Trump sobre a saída formal do acordo nuclear do Irã de 2015 transformou-se no principal condutor dos preços do petróleo nesta semana.

Trump declarou que o maior nível de sanções econômicas será restaurado contra o Irã, e que qualquer nação também enfrentará estes limites, caso ajude o país com questões de armas nucleares.

Alguns analistas temiam que a restauração das sanções pudesse diminuir o fornecimento global de petróleo, uma vez que o Irã teria mais dificuldade de exportar o petróleo. Os limites já tomaram quase metade das exportações de petróleo do país.

O principal produtor de petróleo do Oriente Médio e membro da OPEP, retornou a seu papel como um exportador de petróleo chave em janeiro de 2016, quando as sanções internacionais contra o Teerã foram removidas em troca da limitação do programa nuclear do Irã.

O Encolhimento da Oferta de Petróleo

 FSMNews

O petróleo bruto aumentou no início da sessão, conforme os estoques continuaram a diminuir; com a Administração de Informações da Energia divulgando que os inventários nacionais caíram em 2,2 milhões de barris no final da semana de 4 maio, superando a estimativa dos analistas de declínio de 719.000 barris.

A diminuição nos suprimentos veio na medida em que as exportações do petróleo experimentaram seu maior declínio desde fevereiro. As importações de petróleo líquidas caíram de, aproximadamente, 1 milhão de barris por dia para 5,4 milhões de barris por dia.

Os dados também mostraram que a produção doméstica de petróleo, impulsionadas pela extração de xisto, marcaram uma nova alta de 10,70 milhões de barris por dia na semana passada. A Rússia é atualmente o único país que produz mais que cerca de 11 milhões de barris por dia.

Os últimos eventos do mercado estão aqui no FSM News. Inscreva-se agora no FSMNews e receba as últimas informações sobre forex, commodities, bolsa de valores, tecnologia, economia e muito mais.