FSM News

Está previsto que o yuan da China altere apenas um pouco e fique estável nos próximos meses uma vez que as previsões para uma variedade de moedas tornam-se cada vez mais apertadas.

Isso ocorre a medida em que as autoridades mantêm um controle rígido sobre a moeda até que fique claro se a disputa comercial com os Estados Unidos vai piorar.

Apesar da gravidade da disputa e do potencial para interromper os fluxos de comércio em outros lugares, o alcance das previsões do yuan é ainda mais apertado do que nas pesquisas realizadas em abril e no início do ano, refletindo a cautela. Além disso, o movimento nos extremos do intervalo sugere uma apreciação gradual do yuan.

Enquanto isso, o dólar americano ressurgente está em seu mais forte em três meses, mas ainda está em baixa em mais de 2% até agora em 2018 frente ao yuan.

O yuan está programado para ser negociado a 6,37 por dólar em três meses, de acordo com uma pesquisa com mais de 60 analistas de câmbio realizada entre 3 e 9 de maio. A moeda está prevista para ser negociada a 6,36 em um ano.

Tensões Comerciais Entre EUA e China

As autoridades chinesas são esperadas para encontrarem seus parceiros americanos em Washington para o segundo round de negociações na próxima semana, após conversas na semana passada em Pequim ressaltada por uma lista de exigências agressivas dos EUA.

O risco de uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China ameaça interromper o momento econômico criado por anos de estímulos políticos.

Previsões do Yuan

 FSMNews

De acordo com uma pesquisa sobre o posicionamento da moeda realizada na semana passada, os touros apostam que yuan chinês cai para sua mínima desde de outubro nas duas semanas passadas. Entretanto, a pesquisa não apontou para nenhuma depreciação acentuada no yuan.

A maioria dos estrategistas preveem que o yuan subirá. O que inclui dois entrevistados prevendo que se fortalecerá acentuadamente para 6,0 por dólar ou inferior, uma taxa não vista desde que a China unificou sua taxa de câmbio dupla, desvalorizando oficialmente o yuan durante a noite em 33% em janeiro de 1994.

Para compensar as saídas de capital após um aumento da taxa de juros da Reserva Federal dos EUA em 21 de março, o banco central chinês elevou sua taxa de sete dias no dia seguinte e sua taxa de 14 dias em abril.

Esse é um sinal claro de que Pequim está observando mudanças políticas em todo o mundo e está preparada para conter riscos de saída de capital.

 

Inscreva-se para FSM News e conheça as notícias mais recentes sobre marketing. Nós fornecemos notícias abrangentes e mais recentes e análise sobre Forex, commodities, tecnologia, finanças, economia e muito mais.