FSM News

O banco central da Suíça, o Banco Nacional Suíço, anunciou ontem que espera um lucro anual recorde de 54 bilhões de francos suíços, US$ 55,25 bilhões, para 2017. Este seria o maior lucro na história do banco.

O banco, que apresentará seus números de ganhos completos em 5 de março, disse que também espera um lucro anual de 49 bilhões de francos de suas posições em moeda estrangeira, que se elevaram para 784 bilhões de francos em novembro.

Um ganho de valorização de 3 bilhões de francos foi registrado em holdings de ouro para 2017, segundo o banco, enquanto o resultado líquido em posições de franco suiço era de 2 bilhões de francos.

O lucro estimado seria mais do dobro do lucro que o banco gerou em 2016, que somou 24,5 bilhões, e superaria o lucro anual anterior mais alto de 38,3 bilhões de francos em 2014.

O referido lucro é uma vantagem para o banco, especialmente em sua luta contra a força do franco, cujo alto valor afeta a economia dependente das exportações da Suíça.

O lucro do SNB também foi apoiado pelos fortes mercados de ações globais.

Cerca de 20% dos investimentos do banco estão em ações de companhias, incluindo grandes participações na Amazon, Starbucks e Facebook.

 FSMNews

A geração de lucro não faz parte do decreto do banco central, que visa garantir a estabilidade de preços na Suíça, enquanto foca no desenvolvimento econômico do país.

Além disso, o lucro recorde não significa necessariamente que haveria um pagamento maior para os 2.200 acionistas do banco. O banco é fixado a um pagamento proposto de 15 francos por ação, o que é o máximo permitido pela lei suíça.

"O dividendo do SNB pode parecer bastante baixo quando comparado aos lucros, mas o banco não foi criado para lucrar. É apenas um bom efeito colateral ", disse Alessandro Beem, economista da UBS.

De acordo com o Credit Suisse, o resultado ajudaria o SNB a proteger sua política monetária expansiva, que incluiu intervenções regulares do mercado cambial para afetar o franco.

"Um grande lucro torna mais fácil para o SNB explicar por que construiu todas essas reservas em moeda estrangeira do que se eles relatassem uma perda", disse a economista Maxine Botteron.

Não fique desatualizado! Inscreva-se agora no FSMNews e seja o primeiro a conhecer as novidades sobre o forex, commodities, ações, tecnologia e economia.